sexta-feira, 29 de julho de 2011

HORIZONTES




O que é um horizonte?
É o fim?
É um limite?
É a ponta de um abismo?

Por certo é uma indeterminação!
É onde termina os olhos.
É uma fronteira.
É onde começa a imaginação.

Do lado de lá, a terra é mágica.
O canto de lá, à toda terra encanta.

Quantos cantos inspira?
Linha de inspiração!

O horizonte é onde mora o mistério.
O mistério é luz sobre a revelação,
E é sal sobre o conhecimento.
O mistério salva o mundo!

O horizonte só existe lá.
Ele inspira pela distância...
Há coisas que só são boas quando distantes,
Quando longe das mãos do desejo: o desejo morre na sua satisfação.
O destino do horizonte é provocar...

O horizonte é onde, através do olhar, projetamos nossos desejos.
Os desejos ultrapassam o horizonte!
Eles vão até lá,
E nos trazem histórias!
Nada expande mais o homem que um horizonte!
Horizonte é a direção dos sonhos.

O horizonte não é uma linha,
É uma parede, e inibe!
Nada limita mais o homem que um horizonte!

O horizonte é um paradoxo para a alma humana!

É o combustível do aventureiro.
É o desafio do navegante!
É um jogo!

Mas é também o basta.

É o inalcançável, mas que vemos.

Não, o Horizonte não significa o fim do mundo.
Nem tudo cabe no olho!
Nem somando os olhares!
O Horizonte é o início de um mundo maior.

O alcance não é igual pra todos,
Muito embora o horizonte seja o mesmo.
Aquela linha sustenta mundos!

Deus foi quem traçou os horizontes.
Diz-se que Ele pôs os limites da Terra.
E como não seria?
Ter fé é como navegar.
Há medos, tempestades, superações, bonança.

Navegar é andar sobre Desconhecido,
Em uma direção desconhecia!
O Horizonte é o encontro do céu e do mar,
É para onde ruma minha alma navegante!

Eric Brito, Itabuna-Ba

Nenhum comentário:

Postar um comentário