quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Estou Lendo... A BOLSA E A VIDA




Estou Lendo...


A BOLSA E A VIDA - Economia e religião na Idade Média, Jacques Le Goff


Trechos


A usura. Que fenômeno oferece, mais do que este, durante sete séculos no Ocidente, do século XII ao XIX, uma mistura tão explosiva de economia e de religião, de dinheiro e de salvação — expressão de uma longa Idade Média...

***

A formidável polêmica em torno da usura constitui de certo modo "o parto do capitalismo".

***

Num mundo em que o dinheiro (nummus em latim, demer em francês) é "Deus", em que "o dinheiro é vencedor, o dinheiro é rei, o dinheiro é soberano (Nummus vincit, nummus regnat, nummus imperat)"; em que a avaritia, a "cupidez", pecado burguês de quem a usura é mais ou menos a filha, destrona, na hierarquia dos sete pecados capitais, a superbia, o "orgulho", pecado feudal...

***

Como uma religião que opõe tradicionalmente Deus e o dinheiro, poderia justificar a riqueza, sobretudo a riqueza mal adquirida?

***

Para salvar-se será preciso separar-se da bolsa, ou encontrará, encontrarão para ele, o meio de guardar a bolsa e a vida eterna?



Nenhum comentário:

Postar um comentário