segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Shalom: vida em abundância




Autor: René Padilla

Tradução livre [e amadora]: Eric Brito


“El ladrón no viene más que a robar, y matar y destruir; yo he venido para que tengan vida, y la tengan en abundancia” (Juan 10:10).

    A vida “em abundância” é a referência pela qual Jesus define sua missão, é a vida que, no Velho Testamento, é definida em termos de shalom, palavra hebraica cujo significado é tão rico que na antiga tradução grega do Antigo Testamento (chamada de Septuaginta ou versão dos setenta) usa-se mais de 25 palavras gregas para traduzi-lo. Shalom é prosperidade, saúde integral, bem-estar material e espiritual, harmonia com Deus, com o próximo e com a criação. Shalom é a plenitude da vida.
    Deste ponto de vista, não justifica a concepção de vida plena em termos exclusivamente espirituais. A teologia segundo a qual a vida que Cristo oferece é uma vida ultramundana, além da história, está atrelada ao pensamento grego, com sua ênfase na dicotomia entre a eternidade e o tempo, a alma e o corpo, o espiritual e o material. Isso precisa ser corrigido pela visão bíblica, para qual a esperança escatológica inclui uma nova criação - "um novo céu e nova terra" (Is 65:17) e a ressurreição do corpo.
    A vida "em abundância" ou "eterna" é a vida do Reino de Deus que foi irrompida na história na pessoa e obra de Jesus Cristo, e que culminará na segunda vinda de Cristo, a Parusia. É a vida em que, aqui e agora, todas as coisas são feitas novas pelo poder de Deus (cf. 2 Cor 5,17), é a vida que deriva sua qualidade do relacionamento com Deus e se manifesta em todas as esferas da sociedade, no trabalho, na família, e na igreja.
    Os que, em conformidade com a missão de Jesus Cristo, promovem a plenitude de vida não podem deixar de levar a sério as difíceis questões decorrentes do atual sistema econômico, um sistema que define a vida em termos do ter em vez de termos do ser. A vida "em abundância" não é a vida em que abundam os bens materiais. A vida "em abundância" é a vida em que se cumpre cabalmente o propósito para o qual Deus a criou e a sustenta; é a concretização do amor e da justiça do Reino de Deus. É fomentada à medida em que se vive de acordo com o propósito de Deus, se anuncia a mensagem da vida em Cristo, e se atua no serviço da vida em todas as suas dimensões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário